.

Registros apontam RN com bons indicadores epidemiológicos

 

O Rio Grande do Norte iniciou a semana com registros que apontam para um possível recrudescimento da pandemia da covid. Mesmo que os dados relacionados à doença sejam, na maioria das vezes, muito dinâmicos, os novos indicadores trazem esperança. 

Um dado importante é a queda na taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que está em 85,6% na manhã desta segunda-feira, 14/6. Há quase dois meses, estava sempre acima de 95%.

Ainda nesse aspecto, também caiu o número de hospitais com UTI´s completamente lotadas. Hoje são 14 hospitais com todos os leitos críticos ocupados. Durante quase todo o mês de maio, dos 26 hospitais com UTI´s covid, 24 permaneciam com todas as unidades com pacientes internados.

O número de pessoas na fila de espera por um leito crítico vinha sempre oscilando, embora na maioria das vezes, em queda e nesta segunda-feira apresenta um quadro animador. Há mais leitos disponíveis que pessoas aguardando. São 44 vagas em UTI covid, enquanto que são apenas 6 pessoas na lista de espera. Há, portanto, muito mais vagas que a demanda. A fila, nesse momento, se dá apenas por questões burocráticas de liberação da internação pelo sistema.

A evolução dos bons indicadores é resultado dos decretos estabelecidos pelo Governo do Estado e também pela forma célere com que a vacinação contra a covid ocorre em território potiguar. De acordo com a Revista Veja, o Rio Grande do Norte é o Estado da federação que tem o maior índice de aplicação de vacinas recebidas, com taxa superior a 93%.

Apesar dos bons números, há situações que ainda preocupam. A taxa de ocupação de leitos críticos por região, por exemplo, é uma delas. No Oeste, ela está em 99,1%. Na região metropolitana, em 87% e no Seridó, em 75%.

As aglomerações registradas principalmente nos finais de semana também exigem atenção especial das autoridades municipais que, na maioria das vezes, não tem estabelecido, ainda, fiscalização intensa e efetiva para combatê-las.

 

Agora RN


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.