29 de abril de 2021

Com 288 requerimentos, CPI da Covid inicia com mais de 160 convocados e convidados

 

Os sites que tratam de politica a nível nacional dão conta que a Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid no Senado faz a 2ª reunião semipresencial nesta 5ª feira(29.abr), às 9h. A CPI inicia com mais de 160 convocados e convidados. São ministros, ex-ministros e servidores.

 Ao todo

288 requerimentos foram apresentados até o final de ontem à CPI. Nos pedidos tem explicação sobre vacinas até pedidos para esclarecimentos de autoridades e compartilhamento de documentos e inquéritos em andamento pelas Polícias Civil e Federal. O alto número de ofícios surpreendeu técnicos do Senado, que alertam para eventual ineficiência do colegiado. 

Força-tarefa

É movida majoritariamente por integrantes do "G7", grupo de parlamentares de oposição e independência em relação ao Palácio do Planalto que são membros da comissão e que mapearam áreas do governo atuantes no enfrentamento à pandemia. Na avaliação dos consultores, a estratégia pode esvaziar os trabalhos e investigação não chegará a lugar algum. Em questão de minutos, por exemplo, 30 ofícios foram apresentados.

O relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL) já anunciou que pretende solicitar informações sobre contratações e tratativas para a aquisição de vacinas, além de todas as regulamentações do governo federal para temas como isolamento social e quarentena. Renan Calheiros afirmou que deve solicitar registros do Poder Executivo sobre medicamentos sem eficácia comprovada e "tratamentos precoces". O plano de trabalho será divulgado oficialmente nesta manhã. 

Até o final da noite de ontem(28), 288 requerimentos forma apresentados à CPI


 

.