4 de junho de 2020

Macauenses já se preocupam pelo crescimento assustador de 1.000% em notificações da COVID-19 na cidade em apenas 30 dias


O medo começa a fazer parte das redes sociais de Macau, tudo porque o município salineiro vem passando por situações vexatórias quando o assunto é COVID-19, não bastasse isso ainda vem o acréscimo assustador das notificações no município sobre a doença que vem tomando conta como epidemia assustadora.

Percentual

Uma vez que em apenas 30 dias o município salineiro pulou de 30 notificações para 337 casos notificados, aumento de mais de 1.000% nas notificações da COVID-19 em Macau.

Controle

Os números são relatados diariamente pela prefeitura através das redes sociais da Secretaria de Saúde, no entanto parte da população salineira vive o dilema de cobrar medidas mais rígidas para o isolamento, enquanto outro grupo faz de conta que tudo ainda se encontra como antes. Haja vista as caminhadas diárias e os banhos nos finais de semana na Praia de camapum.

O medo começa a fazer parte das redes sociais de Macau, tudo porque o município salineiro vem passando por situações vexatórias quando o assunto é COVID-19. Não bastasse isso ainda vem o acréscimo assustador das notificações no município sobre a doença que vem tomando conta se tornando uma epidemia assustadora até no nosso município.

Percentual

Uma vez que em apenas 30 dias o município salineiro pulou de 30 notificações para 337 casos notificados, aumento de mais de 1.000% nas notificações da COVID-19 em Macau.

Controle

Os números são relatados diariamente pela prefeitura através das redes sociais da Secretaria de Saúde, no entanto parte da população salineira vive o dilema de cobrar medidas mais rígidas para o isolamento, enquanto outro grupo faz de conta que tudo ainda se encontra como antes. Haja vista as caminhadas diárias e os banhos nos finais de semana na Praia de camapum.

Ver Gia

O aumento assustador das notificações foi muito bem observado pelo vereador Claudio Gia(PSDB) em suas redes sociais.

Veja as notificações:





Nenhum comentário:

Postar um comentário