23 de junho de 2020

Para Coronel Azevedo, recomendação dos MPs comprovam sucateamento na saúde do Governo Fátima



Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 23, na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) comentou a respeito da ação conjunta dos Ministérios Públicos (Estadual, Federal, e do Trabalho) que recomendaram o Governo estadual e Prefeituras de se abster em adotar quaisquer medidas para flexibilizar o isolamento social da Covid-19.

O deputado estadual foi enfático em sua defesa pelo cidadão do Rio Grande do Norte. “Volto a cobrar ação, solução, equipamentos, treinamentos”, afirmou. Ele lembrou o Hospital de Campanha, a habilitação de leitos de UTI para pessoas diagnosticadas com Covid-19. “A governadora Fátima não fez o dever de casa”, ressaltou.

Para Coronel Azevedo, tal recomendação é um reflexo de como a governadora Fátima Bezerra tem tratado a saúde pública estadual e não é de hoje. “Não podemos afastar dessa discussão o que o Governo fez e tem feito ao longo de sua gestão ano passado. O fechamento de hospitais, desabastecimento de unidades da saúde em várias regiões do estado, como exemplo o hospital de João Câmara. No enfrentamento ao Covid, apesar da constante apoio do governo federal, aqui no RN temos visto letargia, desorganização e omissão de quem deveria liderar todo este processo”, declarou.

Ainda em sua fala, o parlamentar descartou qualquer alinhamento do Ministério Público com o Governo estadual, ressaltando que o MP é instituição reconhecidamente independentemente, sua recomendação conjunta só comprova a dificuldade do governo Fátima em adotar uma gestão eficaz frente à crise.


Nenhum comentário:

Postar um comentário