13 de junho de 2020

Em tempos de lockdown em Macau, moradores da rua Marechal Deodoro reclamam do apagão e o medo de sentar com a família na calçada


Após receber reclamações sobre apagão na Rua Marechal Deodoro, esperei cair a noite para constatar in loco.

La encontrei moradores da rua Marechal Deodoro reclamando pela escuridão que passa uma das mais tradicionais ruas de Macau a mais de 5 dias.  Já que não podemos transitar, também não podemos estar na calçada com a família diante de tanta escuridão”. Disse Neto Gamarra

O moradores que lá estavam pedem ao prefeito para ter mais compromisso com este setor, Neto observa novamente “ as reclamações tinham diminuídas, mas depois dessa pandemia voltou com força total a situação de apagão em Macau. Hoje reclamo da minha rua, mas acredito ter muitas reclamações deste setor em Macau. Ter o direito a iluminação púbica é básico em qualquer município, mas aqui a gente sofre e grita nas redes sociais para que o problema seja resolvido”.

A preocupação dos moradores é porque o apagão se estende por dois quarteirões, do início da rua vindo pela parte que funciona secretaria de saúde do município  até o local conhecido como a residência de Zé Gillete.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário