23 de junho de 2020

Ao arrecadar R$ 2 milhões de reais de royalties em março, Macau sente o baque quando recebe apenas R$ 200 mil reais em junho


Além da queda de arrecadação nas rubricas do ISS (Imposto Sobre Serviços), do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços) e do FPM Fundo de Participação dos Municípios), a Prefeitura de Macau vem perdendo, mês a mês, quantias vultosas na rubrica dos Royalties.

O prefeito Túlio Lemos tem demonstrado preocupação  “com essas constantes quedas de arrecadação, enquanto as despesas se mantêm quase inalteradas, apesar de alguns cortes verificados nos últimos dois meses.

Mesmo com a ajuda do governo federal, no cômputo geral o nosso déficit é enorme. Basta lembrar que não há nenhuma compensação para a perda de royalties e só nessa rubrica, a Prefeitura de Macau perdeu 91,7% entre as arrecadações de Março (R$ 2.416.500,00) e a de agora neste mês de Junho (R$ 202.000,00). Com o valor integral já estava difícil manter os compromissos em dia, imagine um valor 10 vezes menor; é uma crise sem precedentes na história de nossas finanças. Já reduzimos praticamente tudo em matéria de despesas. Nos resta pedir a Deus que mude essa situação e recupere nossas receitas.”

Para se ter uma ideia do impacto da queda das receitas sobre as finanças do Município, o valor dos royalties creditado esse mês na conta da Prefeitura não cobre nem a despesa com a Câmara Municipal. 

Histórico de uma das principais arrecadações do município de Macau nos últimos 4 meses:

MARÇO : R$ 2.416.500,00

ABRIL.    : R$.   866.700,00

MAIO.     : R$.   516.677,00

JUNHO.  : R$.   201.556,00

 




ASSECOM/Macau

Nenhum comentário:

Postar um comentário