17 de abril de 2020

Entenda a situação: As máscaras entregues aos agentes de saúde de Macau serve para população, não para quem está na linha de frente contra a COVID 19






Tenho visto a ‘chiadeira’ nas redes sociais sobre as máscaras que alguns agentes de saúde receberam para o seu trabalho diário na cidade de Macau.
Antes de questionar pesquisei e vi que desde o início da pandemia provocada pelo coronavírus, uma corrida mundial em busca de máscaras de proteção fez com que elas sumissem das prateleiras. 

Máscaras caseiras

A confecção de máscaras caseiras tem se tornando um fenômeno mundial e qualquer cidadão pode fazer a sua em casa. Agora, o Ministério da Saúde do Brasil vai lançar uma campanha digital pela mobilização da população para fabricar as próprias máscaras de pano.

Além de eficiente, é um equipamento simples, que não exige grande complexidade na sua produção e pode ser um grande aliado no combate à propagação do coronavírus no Brasil, protegendo você e outras pessoas ao seu redor.

Mas

A população, no entanto, deve usar apenas as máscaras simples, feitas em casa, que podem ser confeccionadas com alguns materiais(essas que o município entregou serve para a população). Os profissionais de macau deveriam receber máscaras cirúrgicas e as N95, devem ser exclusivas de profissionais de saúde, pacientes com Covid-19 e quem cuida de pacientes.

Moral da história

As máscaras que foram entregues e tão questionadas em Macau servem apenas para o dia a dia da população( algo que está sendo feito no bairro de Ponta negra em Natal), mas não servem para quem trabalha com grupos de riscos ou se encontra na linha de frente de combate contra ao COVID 19.


Nenhum comentário:

Postar um comentário