16 de abril de 2020

Casal Edinho de Moacir e Eliane; As motivações politicas, o desejo de crescer e a vontade de poder fazer mais na politica guamareense





Ex-prefeito Helio, casal Edinho e Eliane e o prefeito Adriano

Tenho acompanhado atentamente a realidade política de Guamaré, fiquei surpreso como muitos também, com a saída do casal Edinho e Eliane Guedes da oposição.

Então

Procurei-me a ter aos fatos dessa transformação política de um dos casais mais envolventes da política de Guamaré, conversei com lideranças, cidadãos guamareenses, políticos da terra do ouro negro e com o próprio casal para poder externar meu entendimento, entendimento que pode até ser questionado por vocês, mas enxergo assim;

A vereadora Eliane Guedes e seu esposo Edinho de Moacir são políticos natos, conhecem do oficio como ninguém em sua terra, diante disto seria natural que os mesmos quisessem tentar novos voos no habitat em que conviviam, mas nunca foi dada tal permissão(politicamente falando), logo vieram as críticas para o novo projeto do casal junto da ala governista, tendo à frente o ex-prefeito Helio Miranda e o prefeito Adriano Diógenes.

Dinâmica

A política como todos sabem é dinâmica, voraz e necessita de ações atuais para se reinventar, o casal não teve nenhum constrangimento por isso. Pois quem conhece Edinho e Eliane sabe que o casal luta dia e noite por aquilo que acredita, e eles acreditam que podem ser mais, contribuir mais, fazer mais por aqueles que de alguma forma estão desassistidos.

Além de que 

O seu grito de justiça social que sempre ecoou nos quatro cantos de Guamaré poderá ser mais forte estando ao lado de quem pode resolver de fato.

Quem ganhou e quem perdeu

O grupo de Mozaniel enfraqueceu com a saída da vereadora Eliane, isso é fato. Mas o resultado das urnas irá comprovar se a vereadora tomou o rumo certo na sua vida politica. A vereadora Eliane foi a terceira mais votada no geral( perdendo apenas para o irmão do ex-prefeito Helio e o cunhado do ex-prefeito Mozaniel) por isso deveria ter sido mais aproveitada na oposição.

Diante do exposto, da realidade dos fatos, dos embates políticos e do sentimento que poderia fazer mais, a vereadora não recebeu críticas da ala governista, recebeu críticas do seu próprio grupo político que era a oposição, nesse sentido não há sentimento que prevaleça para fortalecer uma causa. Esse sentimento foi o que prevaleceu para o desejo de mudança como aconteceu, algo natural em qualquer ambiente político então desgastado.

Não enxergo perdedores nessa mudança, vejo Guamaré como grande vencedor nesse sentido. Pois a bandeira da igualdade social tremulará mais forte pelo grito dessa vereadora arretada, atuante que não se cala diante do mau feito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário