7 de abril de 2020

Após aprovado e sancionado Lei para repasse de 1,5% ao FM de esporte, prefeito TLemos resolve revogar ordenadores de despesas e gerenciar recursos

Secretário Breno, Prefeito TLemos e JM neguinho quando falavam a mesma língua


Além dele, prefeito TLemos dá plenos poderes ao secretário de Esporte, Breno Silva, para utilizar recursos e fazer manutenção financeira do Fundo Municipal de Esporte.

Em conversa com o secretário geral do FM de Esporte, Carlos Alexandre, ele questiona “ Qual o poder que o prefeito tem de revogar uma lei que foi votada pela CM de Macau sem passar pela mesma? Existe uma comissão que realizava essa ordenação de despesa, porque só agora o prefeito veio mudar os ordenadores de despesas para o controle dele e do secretário?”

1,5%

Esse é o valor do Fundo Municipal de Esporte que foi aprovado em 2018 e foi sancionado recentemente pelo prefeito TLemos, onde dava poderes ao presidente do Fundo, João Paulo, e ao tesoureiro JM para utilização dos recursos. O percentual de 1,5% deve ser repassado da arrecadação de royalties do município.

“ Não podemos confundir ações de políticas públicas com ações de cunho político. Nesse sentido, com novo gerenciamento do Fundo, vamos cobrar transparência enquanto comissão instituída de forma legal dentro dos parâmetros da Lei aprovada”, garante secretário geral do FM de Esporte, Carlos Alexandre.

Retaliação?

Quem realizava a manutenção era o presidente do Fundo Municipal, João Paulo e o tesoureiro JM Neguinho, agora mais não.

Seria retaliação ao tesoureiro JM Neguinho, ou apenas uma forma de controlar os gastos no setor de esporte pelo gestor municipal?



Nenhum comentário:

Postar um comentário