18 de fevereiro de 2020

Bolsonaro insinua interesse do Psol em morte de miliciano e pede perícia independente

Congresso em foco



Depois de entrar em atrito com o governador da Bahia, Rui Costa (PT), ao cobrar esclarecimento do assassinato, pela Polícia Militar baiana, do líder miliciano Adriano de Nóbrega, o presidente Jair Bolsonaro atacou nesta terça-feira (18) o Psol.

Bolsonaro escreveu mensagens no Twitter e deu declarações a jornalistas, na saída do Palácio da Alvorada, sugerindo que o Psol possa ter interesse na“queima de arquivo” com a morte de Adriano, ex-policial defendido por ele em discurso na Câmara e homenageado por seu filho Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Ele disse que vai pedir uma perícia independente para analisar as circunstâncias da morte do ex-capitão do Bope em uma operação policial em Esplanada (BA) há dez dias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário