19 de dezembro de 2019

Candidatos deverão ter cuidados com fake news



Para os adeptos dos fake news que toma conta da região salineira e desse rincão brasileiro em tempos de eleições, onde agressões e informações são  espalhadas sem a confirmação legitima do contexto espalhado nas mídias sociais, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou uma resolução que impõe a candidatos o dever de checar informações antes de divulgá-las por meio de propaganda eleitoral.

Pela nova regra, fica assegurado o direito de resposta ao ofendido por fake news, sem prejuízo de eventual responsabilidade penal. A medida tem por objetivo evitar que candidatos propaguem desinformação em eleições.

Como Macau é conhecida com postagens de fake news de cunho agressivo contra a família salineira, vale ressaltar que nas regras que valeram para as eleições de 2018, não havia a previsão do direito de resposta por fake news. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário