29 de novembro de 2019

“Se está armado, mete fogo nele”, diz Bolsonaro sobre excludente de ilicitude



O presidente Jair Bolsonaro usou a live desta quinta-feira (28) para rebater as críticas ao projeto de lei que ele enviou ao Congresso para tentar ampliar a excludente de ilicitude em situações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

Ele afirmou que a intenção é garantir que as forças armadas possam conter a violência em locais que estão em situação de emergência.

Porém, citou como exemplos de uso casos questionados por parte da sociedade: "Se está armado, mete fogo nele. [...] Se encontrar portando arma de forma ostensiva ou ameaçando vítima com uma arma na cabeça, o sniper pode atirar que vai ser condecorado", disse.


Nenhum comentário:

Postar um comentário