22 de julho de 2019

Situação periclitante: Lixão de Macau continua queimando e produzindo gases que afeta população salineira



A problemática do lixão de Macau que tira o sono dos macauenses se estende por mais de uma semana sem que nenhum órgão competente se manifeste sobre o assunto. Uma vez que o assunto é periclitante, já que a fumaça produzida é “tóxica e coloca em risco a saúde da população” disse biólogo ao blog do macauense Celso Amâncio.

Mesmo diante de uma situação periclitante que afeta diretamente há quem sofre de asmas e tem problemas com alergia, já que sofrem todos; crianças, jovens e adultos na cidade salineira. Sem falar que a situação atinge de frente os moradores de Salinópolis, Cohab e Tambaú que se encontra bem mais próximos do lixão.

O blogueiro Celso Amancio que manteve um dialogo com um especialista no assunto deixou claro sobre como tratar o lixo e evitar esses danos à população;  “O destino correto não é queimar, mas é enterrar, tratar, separar o lixo que pode ser aproveitado”.

Quando amanhece a cidade do sal é tomada de uma poeira cinzenta que preocupa a todos, pois essa poeira é tóxica e pode causar vários tipos de males a saúde humana. O triste de tudo isso é que já se passaram uma semana e até o momento nenhuma autoridade municipal ou órgão oficial se manifestou sobre o assunto.