.

Operação Dízimo em Parnamirim acontece obtendo as prisões dos vereadores Rhalessa Cledylane e Ítalo de Brito

 Esta sexta-feira se transformou em dia de ação do MPRN em algumas cidades dessa terra potiguar, foi assim em Porto do Mangue e  na cidade de Parnamirim.

Veja bem

Operação Dízimo que aconteceu logo cedo, que investiga supostos crimes eleitoral na cidade de Parnamirim, região metropolitana de Natal, prendeu a vereadora Rhalessa Cledylane Freire dos Santos (PTB) e o vereador Ítalo de Brito Siqueira (PSD).

Além deles, foram detidos:

- Alex Sandro da Conceição Nunes da Silva, ex-vereador

- Sandoval Gonçalves de Melo, ex-chefe de gabinete de vereador, presidente do partido Solidariedade no município e presidente do clube de futebol Visão Celeste.

- Danilo Rodrigues Peixoto de Vasconcelos, diretor do clube de futebol Visão Celeste.

Ao todo, a operação do Ministério Público Estadual (MPRN) cumpriu cinco mandados de prisão temporária e outros 10 buscas e apreensão. Além de detidos, os vereadores foram afastados dos cargos por seis meses.

Crimes

Os supostos crimes investigados são falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa

Após as prisões, os envolvidos foram levados a um prédio do Ministério Público para prestar depoimento.

Segundo o portal G1, os advogados do vereador Ítalo Siqueira (PSDB) informaram que ainda não tiveram acesso ao processo que culminou com sua prisão temporária. "No entanto, tão logo tomem conhecimento de todos os fatos, tudo será esclarecido com a maior transparência possível, pois acreditamos em Deus, na Justiça e no nosso trabalho".

Em nota, a Câmara Municipal de Parnamirim informou que acompanha com atenção a operação realizada pelo Ministério Público Eleitoral, sobre fatos relacionados às eleições, "colocando-se desde já à disposição para auxiliar no esclarecimento de todos os fatos".

 

Vereadores detidos; Rhalessa Cledylane Freire dos Santos (PTB),Ítalo de Brito Siqueira (PSD).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.