.

O sorriso aberto da governadora Fátima com o semblante fechado do Dep Ezequiel já demonstrava insatisfação, apos instalação de CPI como ficará esta relação?

 Parece que os grupos políticos norte-rio-grandenses já começaram a dá um norte para as eleições de 2022, pois o que parecia uma união forte e duradoura entre legislativo e executivo, atitude do presidente da ALRN já demonstra o contrário.

Pois bem

O presidente da ALRN, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), decidiu instalar a CPI da Covid para investigar 12 contratos do Governo do Estado, que somam R$ 72,23 milhões. São recursos federais encaminhados para o combate a pandemia da Covid-19. Ezequiel acatou pedido assinado por dez deputados da bancada de oposição.

A decisão tomada nesta sexta-feira (18) acelera a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito. O despacho assinado por Ezequiel já convoca pauta da reunião da Mesa para terça-feira (23), a fim de que seja fixada a quantidade de membros da CPI, em cumprimento ao art. 71 do Regimento interno da Casa.

Porém

Existem políticos que acreditam que a decisão do Dep Ezequiel investigar os 12 contratos do governo do estado, que juntos soma R$ 72 milhões de reais, tem o seu propósito. Mas é possível reconhecer que esta situação demonstra uma iminente ruptura entre os dois poderes no RN.

Com um detalhe

Há também quem acredite que este passo do legislativo é "enxergar o governo sangrar lentamente", já que as relações entre ambos estão estremecidas desde o fim de 2020.

A imagem fala mais que mil palavras


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.