.

Covid-19: vacinação em massa é imprescindível para retomada segura das atividades econômicas e sociais

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que quase 90% dos brasileiros consideram grave a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil. De acordo com o levantamento “Os brasileiros, a pandemia e o consumo”, há um ano, esse percentual era de 80%.

Para o diretor científico da Sociedade de Infectologia do Distrito Federal, José David Urbaéz, apesar do aumento na percepção de gravidade da situação, não se pode afirmar que as medidas de prevenção também se expandiram, já que grande parte da população – muitas vezes em situação de vulnerabilidade socioeconômica – continua se expondo ao vírus para trabalhar e se sustentar.

“Esses trabalhos ocorrem, em grande parte, em locais fechados, com má ventilação. Os trabalhadores são obrigados a tomarem sempre o risco para si, [como no caso] do transporte público. Todas essas circunstâncias desfavoráveis fazem com que a possibilidade de que a consciência da gravidade pudesse melhorar os cuidados não aconteça, porque está fora da governabilidade das pessoas”, esclarece.

O senador Antonio Anastasia (PSD-MG) afirma que a vacinação em massa contra a Covid-19 é imprescindível, não apenas para garantir a saúde dos brasileiros, mas para permitir a volta segura das atividades econômicas e sociais.

“A economia brasileira somente retornará a sua plenitude – nas atividades empresariais, nas atividades de lazer, restaurantes, cinemas, shopping, festas populares –, quando tivermos a vacinação bastante avançada e a imunidade alcançada pelo grande número de brasileiros”, afirma. 

“A primeira preocupação será sempre a saúde, mas a sua consequência positiva é permitir que a economia volte a funcionar plenamente e permita a geração de empregos, distribuição de riqueza e que as pessoas possam se socializar positivamente", acrescenta o senador.

Brasil 61




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.