.

Privatização da Eletrobras, veja como votou cada deputado norte-rio-grandense

 


O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite dessa quarta-feira (19), a Medida Provisória (MP) 1.031, que estabelece as bases para a privatização da Eletrobras. 

Foram 313 votos favoráveis, 166 contrários e cinco abstenções. A votação do texto relatado pelo deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) foi marcada por embates entre a base governista e a oposição.

Defensor das privatizações, o Novo votou contra a proposta, por discordar da versão apresentada por Elmar. O partido queria votar o texto original enviado pelo governo. A MP será analisada pelo Senado, que terá quase um mês para votá-la.

Do Rio Grande do Norte, apenas a petista Natália Bonavides votou contra. Veja abaixo como os demais parlamentares potiguares se posicionaram em relação à matéria:

Pela privatização

Benes Leocádio (Republicanos-RN)

Beto Rosado (PP-RN)

Carla Dickson (Pros-RN)

General Girão (PSL-RN)

João Maia (PL-RN)

Walter Aves 9 MDB/RN)

Contra a privatização

Natália Bonavides (PT-RN) – Não

Ausente

Rafael Motta (PSB-RN)

O detalhe

A tentativa de privatizar a Eletrobras ocorre desde o governo Michel Temer, que enviou um projeto de lei sobre o tema em 2019. Em 23 de feveiro deste ano, o governo Bolsonaro publicou no Diário Oficial da União uma medida provisória sobre a privatização. Apesar de ter efeito imediato, medidas provisórias precisam ser aprovadas pelo Congresso para se tornarem lei.

Caso se concretize essa será a primeira grande privatização do governo de Jair Bolsonaro, que também pretende privatizar os Correios, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), entre outros órgãos.

 

 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.