.

Com mais de 80% dos leitos ocupados no RN, governo convoca prefeituras e MP para discutir novas medidas contra Covid-19

 

O governo do Rio Grande do Norte chamou representantes dos Ministérios Públicos Estadual e Federal e prefeituras dos municípios da região metropolitana de Natal para discutirem medidas a serem adotadas por causa do aumento da ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19. A taxa passou de 80% no estado e se aproxima dos 90% na Grande Natal.

A taxa de ocupação dos leitos críticos não passava de 80% no estado desde julho de 2020, segundo dados da plataforma Regula RN - usada pelo estado para administrar os leitos.

A governadora Fátima Bezerra (PT) fará parte da reunião marcada para a tarde desta sexta-feira (19), a partir das 15h, com procuradores dos Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual, e prefeitos dos municípios que compõem a Região Metropolitana de Natal. O encontro será na sede do governo do estado.

Ainda de acordo com o governo, o objetivo é discutir e reforçar as ações do Pacto pela Vida, devido ao aumento de casos da Covid-19 e a sobrecarga nos hospitais da capital e das cidades circunvizinhas.

comitê científico do estado sugeriu uma série de medidas como a suspensão das aulas presenciais em escolas particulares por duas semanas, fechamento de bares e restaurantes a partir das 22h e suspensão da realização de cirurgias eletivas. O governo ainda não tomou uma decisão sobre as propostas.

Os números mais recentes no Rio Grande do Norte, mostram uma taxa de ocupação de UTI Geral de 81,7%. De acordo com o próprio governo, o recomendável é que essa taxa de ocupação seja de, no máximo, 80% para o manejo adequado desses leitos.

A situação mais grave é na Região Metropolitana, com 87,5% de ocupação dos leitos críticos. A taxa está acima dos 80% na região há quase duas semanas. Dez unidades de saúde, entre elas o Hospital de Campanha de Natal, o Giselda Trigueiro e o Onofre Lopes, não têm mais vagas. No Hospital João Machado, a taxa de ocupação é de 96%. São 29 leitos, mas apenas 1 estava vago até a noite dessa quinta-feira (18).

Na região do Oeste potiguar, a taxa de ocupação está em 71,6% e no Seridó ela chega a 82,9%.

 

Fonte G1RN


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.