28 de dezembro de 2020

Fórum de Governadores do NE cobra registro de empresas para produção de vacina

 


A governadora, Fátima Bezerra, integrou a reunião ordinária do Fórum de Governadores do NE, na manhã desta segunda-feira (28). O grupo, que também integra o Consórcio Nordeste, apresentou a proposta de cobrar das empresas brasileiras que estão a frente da produção da vacina contra a Covid-19 (Instituto Butantan, União Química e Fiocruz), que protocolem junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido de registro emergencial ou de uso definitivo, o mais breve possível.

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, mediou o Fórum e também propôs aos chefes dos poderes executivos da Região Nordeste, uma agenda com a coordenadora nacional de imunização do Ministério da Saúde (MS), Francielli Francinatto. A ideia é que a visita à gestora da pasta ministerial já aconteça no início de janeiro.

Ambas as ações visam fazer com que as três empresas brasileiras produzam a vacina contra o coronavírus. Juntas, seriam fabricadas cerca de 80 milhões de doses. “Temos essa condição de não ficar dependendo de vacinas de fora”, disse Wellington. 

Até o momento, a distribuição das primeiras 15 milhões de doses para todos os estados brasileiros, está prevista para o próximo dia 21 de janeiro. 

PARCERIA

Outro ponto importante debatido pelos governadores foi a criação de Câmaras Temáticas que servirão como estratégias de cooperação mútua para avanço, articulação e assessoramento aos estados consorciados. A ideia é, a partir da expertise de cada ente federado em sua área de maior sucesso, contribuir com o avanço dos demais estados. Dentre as 18 áreas previamente indicadas, o Rio Grande do Norte (RN) coordenará duas Câmaras, do Turismo e da Energia Limpa.

Fátima também destacou outras áreas em que o RN tem avançado como a segurança pública e a saúde. “Estamos conseguindo diminuir os índices da violência aqui no RN, graças às nossas ações assertivas. Temos a melhor equipe de segurança pública da história do RN. Estamos conseguindo manter um diálogo constante entre a Polícia Civil e a Polícia Militar”, afirmou.

A chefe do executivo estadual citou, ainda, a homologação da Política Estadual de Segurança e o primeiro Plano Estadual de Segurança Pública, que tem a frente de sua elaboração o vice-governador, Antenor Roberto, e que é fruto de dois anos de um intenso debate “O sucesso do RN na segurança é fruto da integração”, disse.

Na área da saúde, a governadora contou que, este ano, o Estado conseguiu aprovar a Lei dos Consórcios. Também em 2020, devido a pandemia, o Governo fez um dos maiores investimentos da história do Sistema Único de Saúde (SUS), nos últimos 30 anos. Para o combate ao coronavírus o RN já empenhou R$ 236,8 milhões.



Defato*



Nenhum comentário:

Postar um comentário