19 de setembro de 2020

Fim da estabilidade não é solução para o problema do mau servidor, diz Kim Kataguiri

 

Um dos pontos mais questionados da reforma administrativa enviada por Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional é o fim da estabilidade para novos servidores que não ingressarem em carreiras típicas de Estado. Pelo discurso do governo, a medida moderniza o serviço público permite maior eficiência na administração. No Congresso a medida enfrenta resistência até de parlamentares liberais.

Para Kim Kataguiri (DEM-SP), a reforma administrativa e, sobretudo, o fim da estabilidade para os servidores, não resolvem os problemas do funcionalismo público e expõem os servidores a ingerências políticas.


 


Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário