16 de setembro de 2020

Em convenção do DEM, Macauenses recebem de braços abertos união de Zé e Aladim

 



Hoje Macau recebeu a demonstração que o povo busca mudança no cenário municipal, uma multidão tomou conta da quadra do CEIMH para dizer que estão com Zé e Aladim.

Toda essa movimentação está acontecendo porque o DEM apresenta  como candidato ao executivo o médico Zé Antonio Menezes, o sentimento das ruas, das praças e esquinas da cidade foi preenchido pelo o eleitor que usou cada centímetro disponível na quadra do CEIMH usando o manto verde e amarelo de Zé e Aladim.

Por lá se misturavam políticos, lideranças, jovens, idosos, cadeirantes e família macauense para dizer:

“ Zé na hora que precisávamos você estava aqui, agora é a nossa vez de dizer; Zé Macau está aqui.”

Mas antes de apresentar porque resolveu ser candidato a prefeito, Zé Antonio fez questão de apresentar toda sua família; esposa, filhos, noras e irmãs. Já que o médico fez questão de dizer que sua base é a sua família.

Mas Zé foi mais além e fez questão de mostrar que já trabalhou bastante por esta cidade, elencou alguns pontos dos seus oito anos de governo, dizendo;

“ ...Mas digo a vocês aqui que trabalhamos em todas as áreas. A saúde funcionava, até o hospital da COHAB funcionava aberto 24hs. Barreiras tinha um médico trabalhando lá. ...Eu ficava triste quando ouvia nas rede sociais quando  diziam ; Zé foi prefeito e não fez nada por Macau. Mas eu entendo porque estes jovens de 25 e 30 anos naquela época que fui prefeito não estavam preocupados com gestão, estavam preocupados com sua vida de criança e adolescente. ...Gente tanta coisa que fiz por essa terra e essas pessoas dizem que não fiz nada, eles não viram que as casas do conjunto Arnóbio Abreu foram todas construídas na minha gestão; será que não forma em várzea cercada que entregamos derrubamos todas as casas de taipa e entregamos todas as casas em alvenaria sem saber se voltaram em mim ou nao; será que não se lembram dos trapiches que nós fizemos; a quadra do porto são Pedro que era so o chão e deixamos uma quadra belíssima; O ginásio de esporte de barreiras; da escola de Sertãozinho; será que não se lembram do clube de idosos que nos construímos?; O pagamento em dia com calendário; será que o povo do valadão não se lembra que tiramos o lixão dali?; são tantas coisa que fiz, se muita gente não sabe procure saber. Para depois não tá dizendo que Zé Antonio não fez nada por Macau.”

A convenção do DEM correu dentro da legalidade nesses tempos de Covid-19, onde a equipe da COVISA esteve por várias vezes no local para fiscalizar e constataram enloco as precauções que foram tomadas de álcool em gel, distanciamento e medidor de pressão na entrada, atendendo as recomendações do promotor Mac Lennon Leite, do Ministério Público de Macau.




Nenhum comentário:

Postar um comentário