30 de setembro de 2020

Apesar de críticas, governo mantém o Renda Cidadã

 

O jornal Folha de S Paulo destaca em sua página que mesmo diante das críticas, o governo pretende manter a proposta de limitar o pagamento de precatórios para bancar o programa social Renda Cidadã. A ideia poderá atrasar pelo menos 1 milhão de quitações judiciais devidas pela União, em média, por ano.

Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes (Economia) e líderes partidários anunciaram o programa, que deve substituir o Bolsa Família. Congresso, TCU (Tribunal de Contas da União) e Bolsa reagiram.

O projeto de uso dos precatórios –dívidas reconhecidas pela Justiça– geraria um acúmulo de passivos. Mais de 1 milhão de acertos teriam de ser adiados, sobretudo a aposentados da iniciativa privada e servidores. Secretário do Tesouro, Bruno Funchal disse que o mercado já fez o alerta ao governo. A Bolsa caiu pelo segundo dia seguido.



Nenhum comentário:

Postar um comentário