28 de agosto de 2020

STJ determina afastamento de Witzel e prisão de pastor Everaldo

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou na manhã desta sexta-feira (28) que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), deixe o cargo. O pedido de afastamento, feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), acontece por conta de apuração de  irregularidades em contratos de saúde feitos pelo estado.

A decisão foi foi assinada pelo ministro do STJ Benedito Gonçalves, que negou o pedido de prisão de Witzel, feito pelo Ministério Público, mas ordenou o afastamento do governador por 180 dias. Segundo Gonçalves, há provas de que a organização criminosa "agiu e continua agindo" no estado do Rio de Janeiro, e que operações anteriores feitas no estado traziam provas materiais da existência de um esquema ilícito.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário