28 de agosto de 2020

Polícia investiga fraude em emissão de CNHs no RN

 


A Polícia Civil deflagrou nesta quinta (27) uma operação que investiga a emissão fraudulenta de 1.500 carteiras nacionais de habilitação (CNH). A ação é coordenada pelo Departamento de Combate à Corrupção (Deccor).

Segundo informações da polícia, foram cumpridos 9 mandados de busca e apreensão em Natal, Mossoró e Parnamirim. Uma pessoa foi presa em flagrante pela suspeita dos crimes de posse ilegal de arma de fogo e receptação. Dois servidores do órgão foram afastados dos cargos.

Segundo as investigações, a prática do crime consistia em inserir dados falsos diretamente no sistema do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN), emitir a CNH e dificultar a identificação da fraude.

A maioria das carteiras de habilitação emitidas por meio do processo fraudulento foram concedidas a pessoas analfabetas ou que não apresentavam condições de aprovação em todos os exames. Os valores das propinas variavam.

As fraudes aconteceram no ano de 2018 e as investigações estão ocorrendo há, aproximadamente, 1 ano e 6 meses.

A apuração contou com a parceria do Detran/RN, que forneceu à polícia acesso direto ao sistema RENACH e aos dados cadastrais dos condutores, além de terem realizado auditorias no sistema para identificação das fraudes.

A Polícia Civil informou que foi constatada a participação de três ex-coordenadores, dois “atravessadores”, dois proprietários de autoescola e dois servidores do DETRAN , dentre eles, um examinador.

Os ex-coordenadores serão investigados pelos crimes de inserção de dados falsos em sistema de informação da Administração Pública e corrupção passiva. Já os servidores serão investigados pelo crime de corrupção passiva. Os “atravessadores” e donos de autoescola responderão por corrupção ativa.

*Com informações do G1 RN

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário