7 de agosto de 2020

Eleição 2020: Pré-candidato a prefeito em Macau tem pra danado, mas grande parte aceitariam sugestão para vice-prefeito

 

O que mais se viu nos últimos meses nas redes sociais foram apresentações de nomes que identificam pré-candidaturas ao executivo salineiro, nomes para todos os gostos apenas para prefeito.

Mas veja bem

Para que esses nomes sejam avaliados pelo povo, será interessante que estes pré-candidatos saibam distinguir que existem dois segmentos distintos no município que se movimentam contra a gestão TLemos, se souberem enxergar esse caminho podem se fortalecer com vários seguimentos ‘desamparados’ politicamente em Macau.

No meu entendimento

Existem os ADVERSÁRIOS de TLemos formado por aqueles que foram seus eleitores, existe também o outro grupo que forma a OPOSIÇÃO.

O intrigante

Ambos ainda não apresentaram aquele personagem que transmita força de unidade, para que assim, possam formar uma frente unindo os ADVERSÁRIOS de TLemos com a OPOSIÇÃO salineira no mesmo propósito.

Observador

O prefeito que de bobo não tem nada observa de longe o embate pois já sabe como se comporta seus ADVERSÁRIOS e vem tomando conhecimento como se comporta a OPOSIÇÃO nesse desentendimento político, estando observando sem ser incomodado poderá tirar proveito do clima destemperado que paira entre estas forças.

O novo

Como a política bate à porta e precisa de renovação, apresenta-se nesse ambiente os nomes para o executivo de Lenilson Ramos com o PSB, Juscelino Belmiro com o PT, Marcos Fera com o PSOL, Gilmar da Agua Mineral com DC, Edval da lanchonete com o SDD, Raimundo Nonato com o PRB, Rômulo paulista com o PSL e alguns outros que me falham a memória.

Solução

Como os dois principais nomes que compõem esses grupos que buscam ocupar a vaga do atual prefeito não se entendem, chegou a hora de decidir, parar com esse quiproquó e dá um passo adiante porque a eleição tem data e hora marcada para começar e encerrar

Os nomes que estão aí como novos podem muito bem fortalecer projeto de qualquer um - já que ambos falam em renovação na política de Macau - nada mais justo de sentar com estes senhores considerado “como o novo” para formar composição e acabar especulação. 

Vença quem tiver mais votos, já que os dois principais nomes acreditam piamente que um é maior que outro. Pois essa briga de interesses não é boa para nenhum dos grupos envolvidos, seja ele qual for.

 

 

 


Um comentário: