10 de julho de 2020

A ideia de divisão da oposição parece esquecer que no meio desta eleição existem uma pandemia e um prefeito que obteve 9.115 votos em Macau


Temos vários seguimentos de oposição em Macau onde cada qual tem suas ideias de candidatura própria no município salineiro, seja o PT com Juscelino Belmiro, seja Edival com o PSL, seja o PSOL com Marcos Queiros, seja o DEM com o médico Zé Antônio, seja Lenilson Ramos com o PSB, seja Rodrigo Aladim com o PSDB, seja grupo de FV com o PSC.

Pois bem

Desses sete candidatos oposicionistas o eleitor salineiro sabe muito bem quem poderá vingar como um bom nome para composições de vice-prefeito, alguns aceitariam o convite, outros não.

No entanto

Os que preferem seguir com uma chapa independente sabe muito bem que terá suas chances reduzidas diante de grupos de oposição com uma ótima legenda para o pleito.

Mas

Todos parecem não perceber que a eleição que se aproxima será completamente diferente das que existiram nos últimos anos, pois no meio dessa eleição existe uma pandemia, uma oposição que pretende seguir dividida e um prefeito que obteve 9.915 votos.

Então

Se todos entendem que Macau precisa de renovação no ambiente politico/administrativo e, para comprovar esse entendimento, é preciso dividir para ver quem ganha a galinha dos ovos de ouro, digo que na política nem tudo acontece como planejamos.

Enfim

Se o projeto da oposição é seguir adiante de uma forma dividida é preciso que seus líderes estejam preparados para o que vão enfrentar, pois lutar contra uma pandemia( que pode diminuir quantidade de votantes) e uma prefeitura capitalizada com sete vereadores não é o melhor caminho de seguir para o embate eleitoral. Até porque nunca vi ganhar eleição de véspera.


Nenhum comentário:

Postar um comentário