11 de junho de 2020

No caso das sessões remotas em Macau o Vereador Pintinho tenta ser o salvador da pátria, mais não é....


 

Veja como a política de Macau é engraçada, alguns edis tentam deturpar a verdade para tirar proveito da situação e, ao mesmo tempo, tentar ganhar crédito com a população e cantar de “galo” com o retorno das sessões de forma remota.

Veja bem

Recebo informações que o vereador Pintinho quer levar o crédito que a sessões remotas só foi possível se realizar após seu requerimento - só que o vereador omitiu que esse requerimento nem foi votado e que recentemente o mesmo não aceitou proposta da mesa diretora em querer fazer as sessões de forma remota - inclusive não votou na proposta apresentada naquele momento pela mesa diretora(ele e mais sete vereadores governistas).

O salvador da pátria?

Depois que a presidente da CM de Macau, Dyana Lira, fez o ato pela mesa diretora com o apoio dos vereadores   Italo Mendonça, Marcos Cabral e Dinarte, o vereador Pintinho tenta aparecer como o “salvador da pátria” o verdadeiro Sassá Mutema na CM de Macau. 

A verdade

A sessão na CM de Macau teve o seu retorno hoje(10), mas não por requerimento do vereador Pintinho como tenta destacar.

Mas a verdade está em baixo nesse documento;


Nenhum comentário:

Postar um comentário