17 de maio de 2020

Prefeito TLemos vai ao MPRN discutir medidas mais radicais de combate ao coronavírus em Macau



Depois de se reunir com a direção da Câmara de Diretores Lojistas- CDL de Macau, o prefeito Túlio Bezerra Lemos vai ouvir o Ministério Público sobre as medidas mais rígidas que serão tomadas no município, envolvendo todos os setores da comunidade, inclusive o comércio.

A princípio, o prefeito de Macau estaria propenso a tomar medidas radicais, fechando todo o comércio com exceção dos serviços essenciais e declarou que, “por conta do crescente número de contaminados com o Covid-19 que tem nos assustados, além das medidas preventivas já tomadas até hoje sempre em acordo com especialistas em saúde pública, teríamos que tomar medidas radicais com o fechamento total do comércio. Entretanto, tendo recebido apelos dramáticos de alguns comerciantes, inclusive com justificativas de desempregar as pessoas, fomos convidados pela CDL, através de seu presidente Daniel Dantas, com a participação dos empresários Flávio Veras e Rodrigo Aladim e decidimos formalizar um documento em que registramos uma flexibilização no funcionamento do comércio. Essa flexibilização prevê a não paralização das atividades, a manutenção dos empregos, mas com mais rigidez nas atitudes de preservação da saúde da população”.

No documento, serão explicitados tópicos de preservação da saúde a cargo dos comerciantes em geral, apoio às determinações do Comitê de Prevenção ao Covid-19, enquanto que o horário de funcionamento do comércio ficaria das 08 às 13 horas. O prefeito Túlio Lemos disse esperar o comprometimento da população e assegurou que “em caso de o número de contaminados acelerar, partiremos para medidas mais radicais que será o fechamento geral do comércio, à exceção do essencial. Vamos todos nos unir no combate ao Covid-19”.



Fonte: ASSECOM


Nenhum comentário:

Postar um comentário