24 de março de 2020

Em videoconferência com prefeito e vereadores, vice-prefeito Rodrigo Aladim diz que o que está ruim não pode piorar



O vice-prefeito de Macau, Rodrigo Aladim dividiu o espaço virtual nessa segunda-feira, 23, com o prefeito Tulio Lemos e os treze vereadores. Na pauta, o enfrentamento ao Coronavírus e na ocasião, o vice-prefeito cobrou que o município forneça informações sobre um programa de execução do Plano Municipal de Enfrentamento da Pandemia Covid-19.

Aladim também sugeriu que o município traga para o debate com a classe política, no momento que a prefeitura pede ajuda, inclusive a Câmara Municipal com a devolução de recursos, um planejamento que mostre valores que serão aplicadas para o combate a pandemia. “A prefeitura deve precisa apresentar o que vai gastar, onde vai cortar na carne e de onde vai tirar recursos para remanejar para a saúde pública”, disse.

O vice-prefeito que é presidente da CDL também cobrou que o município apresente como irá aplicar a lei do SUAS para assistir os trabalhadores e pequenos empreendedores do setor informal do comércio e serviços. “Estão mandando os trabalhadores para casa e estes correm o risco de ficar sem renda. Na lei tem os benefícios eventuais que devem ser usados para socorrer quem precisa nessas ocasiões”, lembrou.

O reordenamento da feira livre, observando as normas de saúde, mudanças no controle de fluxo de clientes no Mercado Público para garantir o consumo da população e a renda dos comerciantes e  trabalhadores também foi outra preocupação apresentada por Aladim na conferência virtual. 

“A economia da cidade já estava parada antes dessa crise, mas o que está ruim não pode piorar. O comércio não pode fechar as portas, são centenas de pais de famílias que precisam desse trabalho para o seu sustento e cabe ao poder público buscar alternativas para amparar esse setor importante para a economia da cidade”, concluiu Aladim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário