11 de março de 2020

Alerta para Macau: Operação ‘Volta às Aulas’ da PRF apreende 27 veículos escolares irregulares no RN



A Polícia Rodoviária Federal realizou nos dias 9 e 10 deste mês, em todo o país, uma operação denominada “Volta às Aulas”, para fiscalizar os transportes escolares. Essa operação coincide com o início ano letivo escolar brasileiro. No Rio Grande do Norte, 27 veículos foram apreendidos.

A ação objetivou garantir que crianças e adolescentes utilizem um transporte escolar de qualidade e que proporcione segurança de acordo com a legislação.
Em uma primeira fase, a PRF desenvolveu no Rio Grande do Norte ações educativas e de orientações, através da difusão de pautas, nos meios de comunicação, sobre os cuidados que os responsáveis pelo transporte de escolares teriam que ter no tocante a regularização dos veículos.

Resultado

Durante a operação, foram fiscalizados 37 veículos de transporte escolar nas regiões Seridó e Metropolitana de Natal. Do total fiscalizado, 27 foram retidos e recolhidos ao pátio, por irregularidades diversas. Entre os veículos retidos, 21 eram ônibus do programa “Caminhos da Escola” e outros 6 da iniciativa privada.
Em Caicó, foi recolhido um ônibus escolar pertencente à Prefeitura Municipal de Ouro Branco, por transportar pessoas para fazer o alistamento eleitoral naquela cidade. Neste caso, foi caracterizado o desvio de finalidade. Os policiais além de reter o veículo, fizeram um relatório e encaminharam para o Ministério Público Federal, que apurará a irregularidade.

No decorrer da ação fiscalizatória, foram detectadas várias irregularidades, dentre elas a falta de autorização para realizar o transporte escolar, o não uso do cinto de segurança, defeito no tacógrafo ou a falta do disco e a falta de extintor de incêndio.

Macau
A operação denominada “Volta às Aulas” que foi realizada na grande Natal e municípios da região Seridó, logo, logo chegará na região salineira. Assim então saberemos se os transportes escolares dos municípios estarão devidamente regulamentados, principalmente na cidade de Macau que sofre com ações deste tipo nos últimos três anos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário