9 de dezembro de 2019

Macau; O discurso é um, mas na prática é outro



Va entender o comportamento do governo TLemos quando o assunto é zelo com as finanças municipais, mesmo o prefeito passando o discurso que o município está sem recursos para cumprir suas obrigações em dias com servidores ativos e inativos, sem falar no perrengue que a atual gestão atravessa com bloqueio e sequestros das receitas municipais para quitar débitos contraídos em seu próprio governo.

Achando pouco tudo isso

O prefeito TLemos ainda oferece um reajuste generoso de 18% para empresa UNIVIDA que possui contrato com Macau de R$ 4 milhões de reais, considerado um dos valores mais alto pago a uma empresa prestadora de serviço na comunidade.

Quem pode fiscalizar tamanha aberração?

Cadê o MPRN que não toma as redes dessa situação - já que o órgão competente de justiça recebe constantemente denúncias no setor de saúde que não justifica aumento dessa magnitude pelo custo e beneficio – será que vai fechar os olhos para mais uma aberração da atual gestão?

Cadê os fiscalizadores eleitos pelo povo do município de Macau?



Nenhum comentário:

Postar um comentário