23 de setembro de 2019

Macauense ganha bolsa de estudo de projeto que leva jovens atletas do interior para Natal



Em comum eles têm a paixão pelo futsal e o sonho de ingressarem na seleção brasileira. Sabem que a Educação é o passaporte para o futuro, mas no caso da maioria destes jovens de 15 a 17 anos, foi a boa atuação no futsal que abriu as portas para uma bolsa de estudos em Natal. Vindos do interior do Rio Grande do Norte – sete dos nove atletas -, estes meninos deixaram suas casas e a escola em suas cidades para fazer o ensino médio na capital.

Frederyco Marks, Diógenes Oliveira, Marcos Deivid, João Victor, Vitor Cauã, Jandir Clebson, Ryan Geimerson, Eberty Jhononson e Rubens da Silva formam o time de futsal comandado pelo técnico Magnus Adriano. Deste grupo, apenas Ryan e Jandyr são de Natal.

Deivid foi o primeiro a chegar à cidade em 2016. Ele veio de Macau, a 186km da capital. Depois que disputou o campeonato regional foi descoberto pelo técnico e recebeu o convite para ingressar no time. “Gostei muito da proposta. Pensei no meu futuro e vim para a cidade grande. Aqui a escola é mais forte e tenho mais oportunidades”, diz o jovem. Além de Deivid existem outros atletas oriundos de todos os recantos do estado potiguar

Para o técnico Magnus Adriano, o convite para jogar em Natal é uma oportunidade para estes jovens mudarem de vida. “Muitos vieram do sertão, sem perspectiva nenhuma de futuro. Daqui a cinco anos estariam em festas, não dariam continuidade aos estudos e muitos poderiam até cair no vício. O futsal foi a maneira de mudar isso, de serem cidadãos, pessoas de bem. Já passaram por mim muitos atletas que hoje são médicos, professores, engenheiros e outros que seguiram na carreira esportiva. É muito gratificante vê-los construir suas trajetórias e conquistar uma vida melhor”, diz Adriano.

O detalhe

Em campanha o prefeito TLemos prometeu ofertar bolsas de estudos para os filhos de Macau estudarem na capital na busca dos seus sonhos, mas como podemos ver se não fosse ação de escolas da capital esses sonhos jamais seriam realizados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário