5 de setembro de 2019

A via-crúcis de Bolsonaro faz lembrar velho jargão; Nunca contrate quem você não pode demitir!



É muito saudável trabalhar ao lado de pessoas que apreciamos e com as quais cultivamos uma relação fora do ambiente profissional. Contudo, nem sempre os líderes percebem que na hora de contratar alguém para o seu time é preciso segurar a vontade de escolher aquele típico profissional que não poderá ser demitido mais adiante se preciso for.

Pois bem

O presidente Bolsonaro vive esse dilema com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Uma vez que o ministro é avaliado positivamente por 54% dos entrevistados em pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5). O resultado supera em 25 pontos percentuais a avaliação do presidente Jair Bolsonaro, que é considerado como ótimo ou bom por 29%. É o ministro mais bem avaliado pela população, segundo o Datafolha.

O detalhe


O chefe da pasta da Justiça trava há semanas uma disputa com Bolsonaro na gerência da Polícia Federal. Visto como um potencial adversário em 2022, Moro também tem sido desautorizado por Bolsonaro. Em entrevista publicada pela Folha de S.Paulo ontem, por exemplo, o presidente disse que o ex-juiz era "ingênuo" até entrar em seu governo e que não teria votos suficientes no Senado caso fosse indicado agora para o Supremo Tribunal Federal (STF).





Nenhum comentário:

Postar um comentário

gatofelix


.