5 de agosto de 2019

MP se pronuncia sobre queimadas no lixão Assú, já em Macau....



Quando se fala por toda Macau que o município se encontra abandonado em todos os sentidos, fala-se por situações como estas.

Por que digo isso?

Porque o lixão salineiro passou mais de 20 dias queimando - soltando fumaça que prejudicava todo e qualquer morador desta região - sem que os órgãos competentes de justiça tenham soltado uma nota sobre o assunto, que estivessem tirado um pouco do seu precioso tempo para verificar enloco o estrago que acarretou ao meio ambiente, que acionasse o gestor salineiro como fez o MP de Assú. Realidade que jamais aconteceu na cidade de Macau.

Pois bem

A máxima da conjectura desse abandono se fortalece quando se enxerga resolução do MP de Assú, penalizando com multa pessoal e por cada evento(queimada) o prefeito Gustavo Montenegro, a pagar uma multa no valor de R$ 5 mil reais.

A diferença de postura

O MP se preocupou com as queimadas do lixão que se intensificaram nos últimos dias em Assú– queimadas que também aconteceu em Macau – Lá em Assú gerou incômodos e riscos à saúde de moradores de diversos bairros do município – como também aconteceu em Macau – Lá em Assú o MP fez o seu papel se pronunciou acionando o prefeito .

Já na cidade de Macau não se ver comportamento desse tipo e a população não sabe mais a quem recorrer diante de tamanha ausência de justiça social.

Resolução do MP sobre queimadas no município de Assú



Nenhum comentário:

Postar um comentário