13 de junho de 2019

Greve Geral atingirá transportes e educação

Postado por Irineu Cândido


Com abrangência nacional e convocada por dez centrais sindicais, uma greve geral marcada para a próxima sexta-feira (14) promete paralisar serviços variados nas principais capitais brasileiras. Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a mobilização é "contra a reforma da Previdência, contra os cortes na educação e por mais empregos". Estão previstas mobilizações em todos os estados e no Distrito Federal.

O setor de transportes deve ser um dos mais afetados pela greve. Sindicatos de metroviários e rodoviários confirmaram, nos últimos dias, adesões parciais ou totais à greve. As capitais São Paulo, Porto Alegre, Recife, Belo Horizonte e Salvador (BA), além de Brasília, deverão estar entre as mais impactadas, segundo previsão das centrais. Na capital federal, a expectativa é que não haja serviços de ônibus e nem de metrô, cuja categoria já esta em greve desde 2 de maio e trabalhando com atividade reduzida.