8 de janeiro de 2019

Ipanguaçu paga caro pela falta de gestão que pode prejudicar a agricultura e a pecuária de subsistência como um todo


As reclamações sobre o abandono público que toma conta da cidade de Ipanguaçu têm sido recorrentes nas redes sociais da cidade - os motivos são vários – cada um mais cabeludo que o outro.

Mas

Nesse momento quero destacar o que recebi no meu zap diretamente dos cidadãos Ipanguaçuenses que se encontram indignados com a falta de zelo do atual gestor com a cidade, uma vez que o município foi formado com o propósito de que sua economia e sua gente estivesse inserida na realidade baseada na agricultura e na pecuária de subsistência.

No entanto

O abandono que se encontra a cidade com o lixo campeando por todos os recantos e a iminente possibilidade destes “depósitos de lixos” se transformarem num espaço de proliferação de doenças, mau cheiro, ratos e mosquitos, de certa forma atingirá o seu produto mais vendável que é a agricultura e os produtos pecuaristas de subsistência. Sem falar que os moradores de nova descoberta reclamam a falta d’água nesses últimos 15 dias.

Então

Diante dos fatos destacados apresento-lhes as imagens que falam por mais de mil palavras, um município quem tem como características desenvolver sua agricultura como meio de vida e trazer recursos financeiros para toda cidade não pode se dá o luxo de ter uma cidade mau cuidada da forma que está, vejam e tire suas conclusões: