24 de dezembro de 2018

"TLemos manda projeto de Lei para Câmara Municipal com apoio do MP atropelando a CM de Macau, roubando-lhes suas competências constitucionais", destacou o sindicalista Jose´Araujo

Postado por Irineu Cândido
O sindicalista José Araújo se posiciona nas redes sociais contra  essa aberração do projeto de lei que visa tirar direitos dos trabalhadores e tributar de todas as formas o povo macauense, disse o sindicalista em sua página do facebook:



O detalhe

O sindicalista em questão que questiona postura do prefeito TLemos é aliado do governo, mesmo assim destaca o absurdo textualmente, dizendo Vereadores digam não ao Projeto de Lei Ordinária de número 015 de 17 de dezembro de 2018, de autoria do Poder Executivo de Macau. Prefeito Túlio Lemos e o Ministério Público se unem e apresentam projeto de lei número 015 de 17 dezembro de 2018, que extingue os cargos de Merendeira, Porteiro, ASG, Vigia e Motorista Categoria “D” e também autoriza a terceirização destas e outras atividades, aproximando-os da escravidão."

Quer dizer

Se o próprio aliado enxerga esse tamanho absurdo com o povo de Macau, imaginem o que devem pensar o povo carente e necessitado desta cidade abandonada nesses dois anos de gestão?