29 de dezembro de 2018

Gestão do Prefeito TLemos cobre um santo e descobre outro

Postado por Irineu Cândido


Prefeito na contra mão do discurso de campanha

A assessoria da Prefeitura de Macau divulgou nota informando o pagamento de 82% dos servidores efetivos no dia 28/12, deixando sem salários os guardas municipais e servidores da secretaria de infraestrutura.

O que deveria ser uma praxe, se tornou exceção à regra no governo Tulio Lemos, onde o atraso de salários dos servidores sempre foi uma constante.

A nota da assessoria só não explicou que o pagamento de salários (pelo menos de forma parcial) dentro do mês se deu em cumprimento à ordem judicial no Mandado de Segurança impetrado pelo Sindsmac - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Macau.

Não sabemos até quando a Prefeitura de Macau continuará pagando os salários dos servidores dentro do mês, pois já tem fornecedores, prestadores de serviços e locadores de imóveis reclamando da inadimplência da prefeitura, conforme áudio do proprietário do imóvel onde funciona a Secretaria Municipal de Agricultura, que está com 12 meses de atraso e já notificou a prefeitura para desocupar o imóvel.

Também circulou nas redes sociais print de uma conversa atribuída ao chefe de gabinete Bosco Afonso, onde ele justifica o atraso dos fornecedores devido à ordem judicial para pagar os salários dos servidores e que irá recorrer da decisão.

Isso é prova de que a gestão Tulio Lemos não consegue cumprir seus compromissos, tendo que escolher entre fornecedores e servidores, cobrindo um santo e descobrindo outro.