26 de novembro de 2018

Sem incluir nenhum politico norte-rio-grandense, Novo Congresso deve R$ 660 milhões à União

Postado por Irineu Cândido


A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (26) informa que parlamentares que vão começar o mandato em 1º de fevereiro de 2019 devem R$ 660,8 milhões à União. 

Sem incluir nenhum novo politico norte-rio-grandense nesses principais débitos, mais de 90% desses débitos são de apenas 15 congressistas, inscritos em seus CPFs ou em nome de empresas. Os dados, elaborados pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), foram obtidos pelo jornal por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Os 15 maiores devedores 

Parlamentar - dívida de empresa ou pessoa física (R$)


Jader Barbalho (MDB) (senador) - 135,4 milhões
Elcione Barbalho (MDB-PA) - 117,8 milhões
Newton Cardoso Jr. (MDB-MG) - 88,3 milhões
Pedro Westphalen (PP-RS) - 73,5 milhões
Wilson Santiago (PTB-PB) - 44 milhões
Professor Alcides (PP-GO) - 35,2 milhões
Vermelho (PSD-PR) - 35 milhões
Luciano Bivar (PSL-PE) - 27,3 milhões
Giacobo (PR-PR) - 17 milhões
Haroldo Cathedral (PSD-RR) - 11 milhões
Eduardo Girão (Pros-CE) (senador) - 10,5 milhões
João Bacelar (PR-BA) - 9,6 milhões
Júlio César (PSD-PI) - 7,3 milhões
Professor Oriovisto (Podemos-PR) (senador) - 5,5 milhões
Celso Russomanno (PRB-SP) - 3,3 milhões
Fonte: PGFN/Estadão