25 de setembro de 2018

Para economista, Fátima pode estar a apenas 20 mil votos do 1º turno

Postado por Irineu Cândido
Agora RN


Aldemir Freire se baseia no fato de que “todas as quatro pesquisas apresentam a candidata do PT em primeiro lugar, com praticamente o dobro de intenções de votos do segundo colocado’
O economista Aldemir Freire comparou à pedido do Agora RN os resultados das quatro últimas pesquisas eleitorais (Opine, Ibope, Certos e Setas) ao governo do RN divulgadas entre os dias 20 e 24 setembro.

Diante de resultados convergentes e discrepantes contidos nas quatro pesquisas, Freire concluiu que a senadora Fátima Bezerra, do PT, “pode estar a apenas pouco mais de 20 mil votos de distância da linha que separa o primeiro do segundo turno”.

E acrescenta: “pode ter 27 mil votos a mais que o necessário ou ter apenas 20 mil votos a menos, considerando os cerca de 2,37 milhões de eleitores do RN”.

Ele se baseia no fato de que “todas as quatro pesquisas apresentam a candidata do PT em primeiro lugar, com praticamente o dobro de intenções de votos do segundo colocado e cerca de três vezes os votos do terceiro”.

“No contexto dessas quatro pesquisas realizadas no RN, temos o Ibope afirmando que haverá segundo turno, enquanto o Opine mostra números de que não haverá. Para ambos os institutos essas afirmações são feitas com base no fato de que o percentual de votos da senadora Fátima Bezerra está abaixo ou acima de 50%, respectivamente, para além das margens de erro”, analisa. “Já para os outros dois institutos não há como afirmar, estatisticamente falando, se haverá ou não segundo turno”, acrescenta o economista Aldemir Freire.

Ainda assim, porém, ainda não se pode dizer se haverá ou não segundo turno.

“Segundo o meu agregador, Fátima Bezerra teria hoje 50,21% dos votos válidos do estado. Um número que, em tese, levaria a uma vitória dela já no primeiro turno. Todavia, se levarmos a margem de erro (1,4%) do agregador em consideração, essa afirmação não pode ser realizada com total segurança estatística. Segundo a margem de erro Fátima Bezerra teria entre 48,8% e 51,6%”, afirmou.